A Ilha de Superagui
image
image

No litoral do Paraná, com a beleza da Mata Atlântica preservada e de praias desertas, a Ilha do Superagui parece que parou no tempo de tão tranqüila que é. As tardes passam lentas, os botos passeiam pelo canal em frente à sua vila de pescadores. Todo o seu território faz parte do Parque Nacional do Superagui, juntamente com as ilhas do Pinheiro, das Peças e do Pinheirinho.
Você pode comprar um pastel de camarão ou uma banana à milanesa vendida pelo senhor Vitório, que passa por toda a vila com sua cesta oferecendo seus produtos aos turistas e moradores locais. Experimentei o pastel de camarão e achei muito bom. O preço? É menor do que você imagina.
Quando chega o pôr do sol, os olhos logo se fixam no horizonte e então você poderá presenciar uma das mais incríveis paisagens de toda a viagem.


Por ser uma ilha, é claro que quando o assunto é comida, o que predomina são os peixes e os frutos do mar. O camarão é um crustáceo muito encontrado na região e você encontra em qualquer restaurante da ilha (tem os pequenos e dependendo da época os maiores). O preço das porções é bem barato em relação a outros lugares e é tudo fresquinho. Tem um passeio de barco que leva os visitantes para comer ostras. Eu não fiz o passeio, mas pra quem gosta de comer ostras ou tem curiosidade de experimentar, essa é uma boa oportunidade. Outra iguaria da região é a Cataia que na verdade é aguardente curtida em uma planta da região. O gosto é forte, mas vale a degustação.

Vila do Superagui

O Parque Nacional do Superagui foi criado em 1989 e tem mais de 33 mil hectares. Ele abrange também uma parte do continente denominada Vale do Rio dos Patos, tem também a Ilha do Pinheiro e Pinheirinho, fazendo parte do estuarino lagunar integrado por Cananéia, Iguape e Paranaguá. É uma região importante para a fauna marinha, onde são encontrados manguezais, restingas e muitas praias desertas. Abriga animais como o jacaré-de-papo-amarelo, mico-leão-de-cara-preta , papagaio-de-cara-roxa, mono-carvoeiro, entre outros que vivem na região.

Praia deserta
Além da riqueza natural, da tranquilidade e da culinária da ilha, outro ponto de destaque dela é a cultura. Para quem não conhece, o Fandango, dança típica da região, atrai turistas e moradores aos bares para dançar. É no bar Akdov que ela acontece nos finais de semana e também em dias comuns de temporada. É uma oportunidade única que não pode deixar de ser vista por quem visita a ilha.
A praia deserta se destaca na ilha, são cerca de 30 km de praia deserta com areia dura e mar agitado, você vai andar bastante e curtir a brisa no rosto, pode-se fazer um passeio de bicicleta nesta praia leve a sua de casa, ou alugue dos moradores, pra se chegar na praia você pode contornar a ilha pela praia da vila (que tem o canal e o trapiche) ou por uma trilha que sai da vila ( ai você já corta o caminho).


Foto de Botos no mar


Promoções
Tarifas para o Natal - 2017

Pacote Familia
Suite Casal
Suite Solteiro
Mais Detalhes...

Tarifas para o Ano Novo - 2017/2018

Pacote Familia
Suite Casal
Suite Solteiro
Mais Detalhes...

>